10 Dicas Pra Treinar Mais Pesado

65% Das Paulistanas Não Conhecem A Síndrome Dos Ovários Policísticos


Saúde Que Vem Das águas

Eu e a Priscila imediatamente nos acompanhamos há tempos na Internet. A história dela chama a atenção visto que iniciou motivada pela resolução de um problema de saúde - a esteatose hepática (mais conhecida como gordura no fígado). Outra coisa que chama muito a atenção - especialmente do meu estômago - é a simplicidade deliciosa do cardápio dela, que ela posta diariamente no perfil do Instagram. Os pratos dela ilustram super bem o que eu a toda a hora recomendo aqui para as pessoas que quer emagrecer - comida à desejo, comida de verdade, em preparações descomplicado e com muita variedade. Sem grandes invencionices, sem farinhas milagrosas.


No seu perfil do Instagram, você conta que iniciou lchf e deixou mais de quarenta quilos pra trás depois de um diagnóstico de gordura no fígado. Conte pouco mais a respeito de como você conheceu low carb, do defeito de saúde que você tinha e como a adoção desse estilo de vida impactou em sua saúde. A toda a hora estive acima do peso, a vida toda.


Porém, em 2012, fazendo alguns exames de rotina, localizei que estava com esteatose hepática nível três, a tal gordura no fígado. Ouvi meu médico ser bem sincero: “Isso é consequência do quadro de obesidade instalado há anos, seus 107 kg. Você é jovem, vive uma vida estressante, uma hora seu corpo humano iria reclamar.” E foi um choque, porque a toda a hora fui uma “gordinha saudável”. Não sei se saudável, todavia sem grandes problemas.


  1. Leite e derivados
  2. Impossibilite bebidas gaseificadas
  3. nove Receitas de Suco Detox Com Limão Pra Perder calorias
  4. Acompanhe cada sessão com música bem mexida
  5. Evite o cigarro e a exibição ao sol
  6. Cortar a quantidade de alimentos gordos
  7. Comece aos poucos
  8. Evolução no funcionamento do organismo

Dieta Das Maçãs

Cortei tudo que diziam que engorda, pão, massas, doces (era bem viciada), refrigerantes imediatamente não tomava, passei a descrever calorias, 1.300 kcal/dia, e eliminei uns 10 kg. Só que refiz o diagnóstico e a gordura no fígado estava lá, INTACTA! Achei um absurdo e comecei a pesquisar dietas que poderiam de fato atacar o meu problema, e foi quando achei o site do Dr.Souto. No início localizei que ele era um tolo, escrevendo coisas como “consuma manteiga, azeite”, sendo que eu pingava duas gotas de azeite para cozinhar, já que era super calórico.


Comecei a ler alguns websites como o Mais Gordura Menos Carboidrato, o seu Existência Low Carb e ver que era possível e gostoso acompanhar. No primeiro ano, perdi mais quase 20 kg, e fui refazer meu check-up do fígado. E lembro até hoje da criança perguntando quem tinha pedido o exame, e eu postando que estava com esteatose e blá blá blá e ela: “não tem nada aqui”.


Nada. Até mostrei o checape anterior e tive que continuar um tempão compartilhando o que eu comia rs. Além dos privilégios relacionados a saúde, quais outros privilégios você sentiu com os quarenta quilos perdidos e a adoção de uma alimentação baseada em comida de verdade? Propriedade de sono, intestino, pele (tenho psoríase diagnosticada desde os quatrorze anos e ela melhorou mais de 50% e estabilizou o progresso com as mudanças alimentares, algo que corticoide nenhum fez), encerramento da queda de cabelo.


Acabou aquela indispensabilidade de consumir um doce, aquela fome eterna, não tenho mais vontade de me jogar no sofá após o almoço, aquele sono quase que improvável de controlar. Quando se está iniciando low carb, a melhor coisa é assimilar o que puder a respeito de. Eu brinco que se tem rótulo ou pode permanecer meses pela prateleira isso não é ótimo para se ingerir. Não tenha horror da gordura natural dos alimentos. Parece tão simples, entretanto eu tirava toda a pele do frango (e eu amo!) já que aquilo era insatisfatório.




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *